sandra aka margarete ~ acknowledgeyourself@gmail.com

(tempo de)

Tenho uma farpa na mão esquerda. Tenho um arranhão na mão direita. Tenho as mãos infectadas. Tenho meias tarefas. Tenho fé. Tenho fé na voz do Tom Waits. Estou a tentar magicar uma tarefa gaga há cerca de vinte minutos, mas não consigo parir tão-pouco uma sílaba. Quando a luz está crua, nestes dias crus, sinto os abandonos. É demasiado branco para um céu mortificado de cinza. Molhado.
Insisto na tarefa gaga. Mastigo uma boca cheia de amêndoas a tentar ignorar a humidade. Penso nos homens e nas mulheres da repartição. Aumento a intensidade. Used songs. Obsessão. Casa. Levanto-me para estender roupa. Volto a sentar-me. De súbito. Tom Traubert's Blues. Caem largas águas pelo meu corpo. Repentina e espantada, ponho-me a lamber os cacos. Sinto força para recuperar cacaréus que coleccionei ao longo destes longos anos. Faço replay. Deixo-me desafogar de choro enquanto arranco a farpa e faço o curativo a ambas mãos.
Assusta-me a resiliência.



Union, de Bill Viola
2000
two channels of color video on two plasma displays mounted side-by-side, vertically on wall

7 comentários:

menina alice disse...

Eu amo a resiliência, cultivo-a, escudo-me nela e ganho batalhas. É uma das armas mais poderosas e nem prejudica ninguém, só beneficia quem a tem.

margarete disse...

:) é isso, sim.
assusta a sua grandiosidade.
assusta, como que um espanto, saber-se capaz de resiliência.

***

angela disse...

descobrir dentro capacidades gigantes que nem se sabia que se tinha. para limpar a ferida, o pus, esgravatar, o espanto dessa resistência. gostei tanto de te ler - lembrei-me dessa força. :)

lésbica só disse...

também eu adoro ler-te...

obrigada.
bj

ana c. disse...

as mãos insistem em recolher os cacos e há sempre um ou outro corte que acaba por infectar, por menor que tenha sido a ferida.

belo texto.

menina limão disse...

"É demasiado branco para um céu mortificado de cinza." - nem mais.

(e dizias tu que abandonaras a poesia. como se eu acreditasse. nem tu acreditas.)

(fantástico)

margarete disse...

beijos às meninas :)

p.s. limão... shiu! acreditamos "ambas as duas" :P