sandra aka margarete ~ acknowledgeyourself@gmail.com







Os olhos comeram-me viva
foi bom que acontecesse
desesperava já da náusea
era eu e era a razão dormida
longe de tudo.

O garrote guardou a fúria

aconteceu e eu não sei
como arranjei lidação
concebida a pele agarrou-se
não rebentou

é este calor, é aqui dentro
queima e não dói, mas queima
penso-me parda,
não-lúdica
estou mastigada viva ardo.




auto-retrato [ batalhas ]

4 comentários:

ana c. disse...

forte na complexidade de um auto-retrato.

blue disse...

depois da conciliação, a intempérie, margarete?

fátima feliciano disse...

faz-me arrepios, daqueles que nos percorrem cantinhos antes (quase) invisíveis, esta foto que na sua similitude me traz intensas memórias, estas palavras que na minha (in)compreensão fazem doer cicatrizes que afinal ainda sagram

ff

bem vinda

margarete disse...

beijinho, Ana

não, blue :)
"foi bom que acontecesse" e "nao doi"
apenas 'retratos das batalhas',
e esta espero que vá ficando por aqui uns tempos pq "deseperava já da nausea" é bom, é muito bom mesmo :) beijinhos


não quero que te faça doer, f :(
mas se assim é, sou voluntária para lamber feridas :)