sandra aka margarete ~ acknowledgeyourself@gmail.com

post encriptado e cobardia(isto já vai passar, haja fé!) [ Loosing my religion ][ That's me in the corner ][ And I don't know if I can do it ]

Ontem fiz uma viagem de carro mais longa que o habitual, na rádio passaram esta canção, o volume subiu aos limites e dei por mim a cantar com afinco. A canção acabou e vociferei num lamento assumido: too much work and no fun makes Margerete a dull gal. Pois é. Doeu. Entrou uma pedrinha na minh’alma. Num instante, o cansaço veio espicaçar-me os olhos, distraindo da dor a fracção do meu ego que se dedica à pândega, que abri tanto quanto pude para continuar viagem, atenta e alinhada.
À noite, fiz a discriminação mental de cada uma das actuais fontes deste maldito que tem tomado conta de mim.
Pode haver (que há) aumento de trabalho e também de outras actividades extra-trabalho. Sim, isso ajuda bastante-muito ao cansaço que começa a sobejar. Depois, as naturais dificuldades de cada um que levam a certa angústia (eu sei, eu sei: trazer uma aflição dentro do peito, é da vida um defeito que se extingue com a razão*, mas que posso eu fazer se a minha razão começa tão longe da emoção?), no meu caso, por exemplo, a crescente dificuldade em manter-me organizada (quem me viu e quem me vê… ai ai [suspiro] era uma moça tão alinhadinha com as papeladas!).
Há também as variações esquizofrénicas das condições climatéricas que não ajudam, pois… A época do ano típica de esgotamentos pré-férias e tal e coisa…
E ouvimos dizer de fadigas crónicas, burnout e outras maleitas.

E vêm uns marmanjos falar-nos de coisas. E eu sei (eu tenho obrigação de saber, dizem-me algumas pessoas). Fala-se das milhentas vantagens de. E tal. E coisa. E o diabo a sete. Ah! (E o medo de ficar sem algo que não é.) Enfim, por agora, não me apetece diagnósticos, mas uma coisa é certa: puseram-me a pensar neste imbróglio como não pensava há muito tempo e acho que vou arranjar lenha para me queimar!

Dedicado: para o Pedro e para a Menina-Alice
… seus patifes! :)


enfim... cantemos, irmãos, que é fim de semana, weeeee!

Life is bigger
It's bigger than you
And you are not me
The lengths that I will go to
The distance in your eyes
Oh no I've said too much
I set it up

That's me in the corner
That's me in the spotlight
Losing my religion
Trying to keep up with you
And I don't know if I can do it
Oh no I've said too much
I haven't said enough
I thought that I heard you laughing
I thought that I heard you sing
I think I thought I saw you try

Every whisper
Of every waking hour
I'm
Choosing my confessions
Trying to keep an eye on you
Like a hurt lost and blinded fool
Oh no I've said too much
I set it up

Consider this
The hint of the century
Consider this
The slip that brought me
To my knees failed
What if all these fantasies
Come flailing around
Now I've said too much
I thought that I heard you laughing
I thought that I heard you sing
I think I thought I saw you try

But that was just a dream
That was just a dream


Loosing My Religion, R.E.M.



photo dali, via Lebre
* Caetano Veloso na canção Chuvas de Verão

7 comentários:

blue disse...

fim-de-semana? onde?

:)

menina alice disse...

Margarete isn't a dull gal! She's not in the corner and she only needs to do whatever/whenever she feels it needs to be done. ***

Enjoy.

menina limão disse...

(beijo)

margarete disse...

já lá vai, blue :(

menina-alice... olha: uma carrada de beijos para ti!

e abraços! :D


menina-limão, beijito ;)

Pedro disse...

Tal como te disse, iremos todos um dia adorar um calhau para o alto da Serra da Lousã. Quem diz um calhau, diz um arbusto em chamas. Qualquer coisa que nos dê aquele aspecto lunático de culto maná!

margarete disse...

ahá! agora mudaste as bagagens para o wordpress?


acreditas que, esse cenário que descreves... consigo imaginá-lo na boa? :D

alex disse...

[Hug]