sandra aka margarete ~ acknowledgeyourself@gmail.com

estas horas de desalento

As olheiras proliferam por aqui. São um dos sinais típicos desta altura do ano. Sabe-se que é assim mesmo e aguarda-se, em movimento, a época estival para repor (algumas) energias. Não são um problema, as olheiras. A dificuldade está na palidez dos olhos que nos comunicam em sussurro a chegada desses malditos: os cortes orçamentais. Estas semanas têm sido marcadas por vitórias assombradas.
Estranho seriamente essa genica que me(-nos) impede de cair num leito a cessar.

4 comentários:

blue disse...

uf...
o mal é que que, às vezes, já nem se estranha.

margarete disse...

eu estranho, muito
enfim, é assim e tal e coisa
pouco há a dizer senão que é, para além de lamentável, muito muito triste

menina alice disse...

Falta de sol, babe! ;)

PensarCusta disse...

Ao que pareçe os post de que gosto mais são sempre aqueles que tem menos comentarios, e nao percebo pk. por isso, adiciono um neste.