sandra aka margarete ~ acknowledgeyourself@gmail.com

{...}

Trago-te tão longe daqui

caminho a passos brandos
de mãos inquietas
sigo tarefeira a fingir
sigo
a interpretar alguém
que não existo


cogito,
a ser entidade, sou de tão longe
daqui

sou daí, onde as minhas mãos aquietam
de pele.

Puttelaar 10 [47 kB]
photo: Carla van de Puttelaar

6 comentários:

blue disse...

e que bom é saber-te plena de inspiração :)

nuno disse...

hoje, sou eu que levo comigo o que é daí, de mãos inquietas.

menina limão disse...

agora não tenho tempo de ler-te com a atenção que mereces. mas venho dizer-te que essa imagem é filha da puta.

Luis disse...

e nós somos daqui...


(a imagem é filha da puta, pérqué?)

menina limão disse...

no sentido de ser do camandro.

em bom português? foto-filha-da-puta. ;)

marta (doavesso) disse...

gostei muito. penso muitas vezes nestes lugares. lugares-onde.

regresso com saudade a esta nítida transparência, e estou quase quase a acabar o magnífico Sabbath, certa de que teremos muito para falar.

beijos

(a ver se este comentário fica desta vez...)