sandra aka margarete ~ acknowledgeyourself@gmail.com

Não creio que a coisa melhor do Homem seja ser normal


"Não creio que a coisa melhor do Homem seja ser normal. Como também não me parece que a melhor fruta do mundo seja normalizada, como aquela que Portugal está aí agora a importar e que a CEE vai continuar a obrigar a importar"


‎"Se é sua ideia que eu posso ajudar a resolver alguma coisa está inteiramente enganado. Eu posso ajudá-lo em o meu amigo tomar cuidado em não resolver coisa nenhuma. (...) Por dois lados, para não fechar a porta ao Futuro: Toda a pessoa qu...e tomou uma resolução não quer saber de mais nada daquilo que venha depois, pode não se emendar de coisas que seriam mázinhas para a sua vida. Em segundo lugar, porque a pessoa resolveu qualquer coisa é quase meio passo para estabelecer uma Inquisição qualquer, com a qual quer obrigar todos os outros a serem como ele e a chegarem à mesma verdade."




"A Saudade supõe ausência, se eu nunca estou ausente de mim, como vou ter Saudades?"




«provavelmente toda a nossa vida é poesia (...) quando acabássemos, as pessoas dizerem "Morreu um poema."»




Mestre de filosofia
com mais saber e engenho
meu gato mia.

---------------------------------

Jorra a fonte suas águas
indiferente ao da sede
como o da sede das águas
é à fonte indiferente
não à sede
mas como custa ser fonte
pronta a dar sua água à sede
de indiferente
quando se é fonte e tem sede.


Agostinho da Silva in Uns poemas de Agostinho da Silva

a menina dança... com o seu papi!

E com a sua mami e com a sua mana, e com o seu C, e com o seu B, e com a sua S, e com a sua A...
basicamente, hoje, a m’nina dança com todas as suas letras do alfabeto!

hip hip hurra!



e diz "obrigada" à boa gente do IPO de CoimbraO B R I G A D A!


De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.


A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.


Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem


Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.

Vinícius de Moraes

(: :)

via Post Secret

allo allo marciano, aqui quem fala é da Terra! *

mais um roubo ao oblogouavida
* Elis Regina

2ª versão da ignomínia [ daddy cool ]

com mais um post roubado e reproduzido na íntegra

«Esta é a minha senhora. Trabalhou praticamente a vida toda. Sabe qual é a reforma dela? Não chega a 800€/mês. Foi professora em Moçambique e em Portugal, nunca descobriram a reforma dela. Portanto depende de mim, tenho de trabalhar para ela. Mas como ela está sempre ao meu lado e não atrás, merece a minha ajuda»
Cavaco Silva, candidato a presidente de uma república em que o salário mínimo ainda não chega aos 500€.


pronto, com a notícia abaixo inicio os meus 50 cêntimos de campanha :S [ militância anti-Cavaco ]

com um post roubado :D




«Esta é a minha senhora. Esta senhora trabalhou praticamente a vida toda. Sabe qual é a reforma dela? Não chega a 800 euros por mês. Foi professora em Moçambique, em Portugal, nunca descobriram a reforma dela. Portanto depende de mim, tenho de trabalhar para ela.
Mas como ela está sempre ao meu lado e não atrás, merece a minha ajuda.»



Cavaco em Ponte de Lima

post de Monsieur Bonirre n'A Natureza do Mal

nova sondagem dá vitória larga a Cavaco à primeira volta

O Barómetro TSF/”Diário Económico”/Marktest 
dá hoje uma vitória de Cavaco Silva à primeira volta 
nas eleições presidenciais, 
com 61,5 por cento dos votos, 
contra 15 por cento dos votos recolhidos por Manuel Alegre.
Segundo esta recolha de opinião, Cavaco tem uma vantagem de mais de 46 pontos sobre Manuel Alegre, que surge com uma curta vantagem sobre Fernando Nobre.
O candidato apoiado pelo PS e Bloco de Esquerda fica com uma escassa vantagem sobre Fernando Nobre, que junta 12,7 de pontos percentuais.
Francisco Lopes soma 3,3 por cento das preferências, enquanto que José Manuel Coelho garante 2,1 por cento, o que o coloca à frente de Defensor Moura, que não vai além dos 1,2 por cento.
http://2.bp.blogspot.com/_zCfuAYeuylM/TQp2bJVwnFI/AAAAAAAAAM8/fEoOdLfE2mI/s1600/now+panic+and+freak+out+02.jpg

+ uma expo Pescada nº5!

infelizmente, não estarei presente para vos receber, mas poderão contemplar o meu Homem na Cidade - "Contemporâneos" baseado no poema de Ruy Belo :)

a inauguração é no Sábado, às 21:30, na Associação Cultural "A Cadeira de Van Gogh" - nº 41 na Rua do Morgado de Mateus (junto ao Jardim de S. Lázaro) - Porto

2011

Oh Eloísa, quanta contenção! :D ...eu parto do 100! :P
O ano passado não fiz resoluções de ano novo, fiz apenas uma de aniversário (que é quase de ano novo, aliás, é de ano novo na vida), assim como à Eloísa, 2010 ultrapassou-me a mil à hora enquanto eu ia ali, atrás, ainda na linha de partida... ou antes, 2010 não me ultrapassou, 2010 atropelou-me, abalroou-me mesmo!
Mas eu cá me levantei, com ajudas pois claro! E cá estou com o sentido duma lista de 100 itens...
Tenho as mãos nas rédeas pelo que, independentemente dos acasos cujas forças nos escapam, este ano toca a acreditar e a orar! Este ano, toca a saber que orar é aquilo que uma pessoa quer que seja e que os rituais são (também) um caminho.
Como diz o postal, sim Eloísa, 'bora lá ceder! :)*


Sendo assim, aqui fica a minha lista de resoluções para 2011:

1. Olhar o céu mais vezes e dizer que the stars look very different today!
2. Estudar
3. Rir
4. Experimentar a minha bicicleta!
5. Ressuscitar a minha escrita
6. Fazer mais poesia
7. Ler mais poesia
8. Dizer mais poesia
9. Fotografar mais poesia
10. Agarrar os bois pelos cornos
11. Fazer voluntariado, isso, sim, no meu bairro, junto dos velhotes
12. Rir!
13. E sorrir.
14. Ter as minhas burocracias em dia (será?) (ambiciosa!!!) (estas listas descambam sempre nisto!)
15. Não ter medo do frio
16. Não ter medo do vento, voltar portanto a Sagres
17. Não ter medo das alturas
18. Escrever cartas de amor
19. Tocar o chão, com os pés descalços
20. Enviar as cartas de amor por correio de verdade
21. Continuar
22. Continuar a ser verdadeira comigo
23. Continuar assim
24. E descontinuar
25. Sentir-me digna disto e daquilo
26. E dizer em voz alta “Eu não merecia iss(t)o!” ou, batendo os pés, repetir que não, que não merecíamos isto
27. Gerar.
28. Gerar tempo do meu tempo
29. Ouvir mais música
30. Ir atrás de 1 concerto
31. Não poupar dinheiro num bilhete de teatro
32. Poupar dinheiro
33. Gastar o dinheiro
34. Fazer aquela viagem! Sim!
35. Respeitar mais os meus objectos
36. Ser honesta com o meu jardim
37. Continuar assim – grata, com o peito cheio, sabendo que não é disto que ele vai rebentar
38. Ser mais curiosa (mais, pois claro)
39. Deixar ir. De coração ao alto, deixar ir quem precisa de ir. Deixar ir, quiçá esboçando um sorriso
40. Cozinhar mais e mais e mais
41. Rir!
42. Cantar mais e saber que os amigos (ainda assim) estão dispostos a ouvir-me porque faz parte da minha alegria
43. Convidar mais, festejar mais e mais e mais
44. Assinalar devidamente o 25 de Abril
45. Voltar aos trapos – abrir a máquina de costura - a relíquia, e atrever-me…
46. Ver mais cinema
47. Rever uma série de filmes, nomeadamente o UP!
48. Retomar (pelo menos) uma amizade que tenha ficado pelo caminho dos dias úteis, da geografia e do tempo que porventura deixámos fugir
49. Hmm… nadar? Nadar, pois claro!
50. Ser cinto de segurança aos meus amores
51. Fazer uma lista de resoluções de ano novo para o trabalho
52. Fazer uma lista de resoluções de ano novo para a escola
53. Aprender a desenhar árvores e pássaros com lápis
54. Aprender a pintar árvores e pássaros com aguarela
55. Respirar fundo
56. Ir mais vezes à Nazaré
57. Dar mais e mais abraços
58. Rir
59. Tricotar uma manta ou, pelo menos, fazer uma manta com camisolas velhas
60. Fazer presentes
61. Visitar a avó Palmira mais vezes, mais vezes, mais vezes
62. Ser mais compreensiva, parar e ser mais compreensiva
63. Acudir, estar com os amores nas aflições
64. Dizer aos amigos, para que saibam, para que tenham certeza, assim mesmo, dizer aos amigos que são da minha família
65. Fazer bem as contas para o inevitável neste ano: comprar um carro(?) (snif-snif)
66. Preparar-me para o Verão, para que não surja de rompante como sem avisar
67. E dançar mais
68. Ter certeza de que ele saiba sempre que é muito amado
69. Sim.
70. Continuar a manutenção da casa, sempre assim a espaços e com tempo
71. Arranjar um/a irmã/o para o manjerico…
72. Encaminhar e seguir encaminhamentos
73. Dormir nas férias
74. Não me esquecer recorrentemente de marcar as minhas consultas…
75. Preparar e deixar ficar todos os memoriais de que preciso para sobreviver
76. Respeitar os meus rituais
77. Ser menos totó quanto as intenções alheias (pois que das minhas intenções sei eu)
78. Ser espirituosa, aprender mais com o meu pai, a minha mana e o meu amor, e também com o pequeno amor
79. Saber mais, conhecer mais coisas sobre o mundo, a natureza, os bichos
80. Seguir os meus instintos
81. Continuar a casar-me todos os dias
82. Rir hoje, não deixar para amanhã
83. Criar
84. Aprender a escrever dentro do novo acordo ortográfico
85. Aprender a distinguir melhor do que devo e/ou não devo desistir
86. Ser mais persistente, contra o medo ser mais persistente
87. Retomar o mealheiro interrompido
88. Mais e mais, aprender e ensinar com os sobrinhos e ademais petizes da minha vida
89. Pedir desculpas
90. Aprender e/ou aperfeiçoar outra(s) línguas
91. Rir
92. Ser ambiciosa, independentemente do alvo da ambição, ser ambiciosa
93. Construir a minha árvore, com raízes
94. Comprar umas running-shoes!
95. Passar mais dias na Zambujeira
96. Banhar-me mais no mar e no sol
97. Rezar. Usar as minhas orações.
98. Não dar esta lista por encerrada
99. Não stressar por não cumprir esta lista
100. Amar acreditando.

Bom Ano Novo, gentes! *





































 só mais um negrito, itálico e sublinhado às minhas resoluções... rir!
Garfield via Henrique